quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

O MELHOR HORA DO DIA É O FOGO DE CONSELHO, QUE É O MOMENTO QUE VEMOS NOSSOS IDEAIS.


Você chega no local, faz o reconhecimento do terreno. Então, monta sua barraca, constrói seu campo, e começa a ralar.
Várias atividades agitam a sua tarde, um ou outro colega se machucam um pouquinho, mas nada que estrague aquele acampamento.
Hora da janta, todos se reúnem para ajudar na refeição. O cozinheiro prepara a comida, e põe na panela. Um apito repentino, e ele derruba tudo em cima do pé. Cozinheiro todo queimado, mas a maioria sabe os procedimentos básicos de primeiros socorros, então nada é grave.
Acabam-se as atividades, chega a melhor hora do dia! O Fogo de Conselho.
Só quem participa de um fogo de conselho sabe o quanto é gostoso… As músicas, as esquetes, as piadas! Os fatos que aconteceram no acampamento, todos começam a lembrar dos buracos que tinham no terreno de campo, dos machucadinhos das atividades, da panela que tornou no pé do cozinheiro… E todos riem, riem juntos. Porque aquele momento é único, nunca irá voltar, e será inesquecível.
Melhor ainda é saber que, em algum lugar do mundo, há pessoas reunidas ao redor do calor fazendo exatamente a mesma coisa, se reunindo, na última noite de um acampamento, para descontrair, rir e se divertir junto aos colegas com quem acabaram de passar os perrengues de um acampamento escoteiro.
Você chega no local, faz o reconhecimento do terreno. Então, monta sua barraca, constrói seu campo, e começa a ralar.
Várias atividades agitam a sua tarde, um ou outro colega se machucam um pouquinho, mas nada que estrague aquele acampamento.
Hora da janta, todos se reúnem para ajudar na refeição. O cozinheiro prepara a comida, e põe na panela. Um apito repentino, e ele derruba tudo em cima do pé. Cozinheiro todo queimado, mas a maioria sabe os procedimentos básicos de primeiros socorros, então nada é grave.
Acabam-se as atividades, chega a melhor hora do dia! O Fogo de Conselho.
Só quem participa de um fogo de conselho sabe o quanto é gostoso… As músicas, as esquetes, as piadas! Os fatos que aconteceram no acampamento, todos começam a lembrar dos buracos que tinham no terreno de campo, dos machucadinhos das atividades, da panela que tornou no pé do cozinheiro… E todos riem, riem juntos. Porque aquele momento é único, nunca irá voltar, e será inesquecível.
Melhor ainda é saber que, em algum lugar do mundo, há pessoas reunidas ao redor do calor fazendo exatamente a mesma coisa, se reunindo, na última noite de um acampamento, para descontrair, rir e se divertir junto aos colegas com quem acabaram de passar os perrengues de um acampamento escoteiro.